segunda-feira, 20 de agosto de 2007

Vivendo às escondidas




Por Diego Fuzo Garutti

Pensar no Golpe de 1964, é comum para as pessoas que viveram este momento da história brasileira. No último dia 14 de outubro, na Universidade Municipal de São Caetano do Sul (IMES) aconteceu a pré-estréia do documentário “Canções – Outras histórias do exílio ou dos Filhos deste solo – Outras histórias do Exílio” (nomes ainda não definidos). O vídeo de TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) foi parcialmente exibido na sala 64 as 21h30.

A produção irá mostrar ao público, a trajetória de seis pessoas anônimas que se exilaram em diferentes países, o envolvimento com a política local e a relação com a família e amigos. Outro ponto que o vídeo irá tocar, é o aprendizado que estas pessoas tiveram. “Eu sai do Brasil operário e voltei doutor em economia”, conta Aparecida Faria.

O vídeo ainda trará histórias como a da socióloga Ana Corbisier, que durante seis anos viveu exilada em Cuba e quatro anos no Brasil, com identidade falsa. O diretor Róbson contou que a grande dificuldade na produção do documentário foi encontrar pessoas que falassem sobre o assunto. Outro ponto de dificuldade foi encontrar imagens da época.

O vídeo-documentário será exibido no mês de outubro (sem data prevista e hora definida), no auditório do Prédio C. Para receber mais informações é só entrar em contato com a TNP Produções pelo Telefone: 4238-5625 ou pelo e-mail exiladospoliticos@gmail.com.

Um comentário: