terça-feira, 28 de agosto de 2007

Os homens das ruas




por Priscila Bertucci

As alunas Alessandra de Mauro, Aline Dias, Daniele Gardin, Juliana Couto, Juliana Vieira, Michele de Jesus e Thalita Cardoso do quarto ano de Jornalismo da Universidade IMES se São Caetano do Sul, apresentaram na última terça-feira (21/08) uma prévia de seu Trabalho de Conclusão de Curso que mostra histórias de vida e a rotina de homens que estão em situação de rua, muitas vezes por opção própria.
Através da pesquisa Censo realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas), podemos observar o crescimento do número de pessoas que vivem nas ruas. No ano 2000 foram identificados 8.088 moradores de rua em São Paulo. Destes, 4.395 foram encontrados nos logradouros da cidade e 3.693 encontravam-se nos albergues. Já no ano de 2003 foram contadas 10.399 pessoas, sendo que 6.186 em albergues e 4.213 nas ruas.
Intitulado "Minha rua, minha casa", o vídeo-documentário mostra homens como Sebastião Nicomede "Tião", 38 anos, que foi passado para trás por seus sócios enquanto estava no hospital se recuperando de um acidente de trabalho que sofrera na própria empresa. Desde então, Tião está em situação de rua, fato este que o motivou a escrever a peça "Diário dum carroceiro".

Os personagens deste vídeo não têm renda nem moradia fixa. "Pessoas em situação de rua não são mendigos", afirma Michele de Jesus. Ela ainda explica que estas pessoas não moram nas ruas. Passam as noites em albergues e casas comunitárias, contam com projetos como o "Sopa da Sé" para se alimentar e tem sua própria moeda social (utensílios que encontram no lixo e trocam entre si). Também será mostrado o dia a dia da assistente social Adelice Cummin, coordenadora do Hotel Social São Francisco que acolhe e encaminha estes homens ao mercado de trabalho.

Na segunda quinzena de outubro, todos poderão conhecer mais sobre a vida de pessoas que passam seus dias nas calçadas e asfaltos da cidade de São Paulo e conferir as histórias marcantes de Tião e "outros homens das ruas", na apresentação final do TCC que será realizada no auditório da Universidade IMES.

Um comentário:

Prof. Arquimedes disse...

Priscila, parabéns pelo texto. MOstrou pesquisa que foi além do exposto em sala ou contido no release. Texto que flui legal e dá vontade de ler até o fim. Apenas acertar: IMES se São Caetano (logo no primeiro parágrafo).