quarta-feira, 22 de agosto de 2007

Mais uma visão sobre o exílio



Para o trabalho de conclusão de curso de Jornalismo da Universidade Imes de São Caetano do Sul, o grupo chamado TNP produções apresentará documentário sobre exilados políticos.

Para diferenciação do trabalho, os personagens serão exilados anônimos para o grande publico, diferente dos documentários existentes, como o líder do grupo Robson explicou: “Vamos abordar memórias pessoais de exilados políticos poucos investigados”.

O objetivo do grupo foi tratar o conteúdo mostrar aspectos poucos adotados anteriormente pelas produtoras. Eles esperam contar esse tema de formas linear, fato a fato, com depoimentos que ilustrem na cabeça do telespectador a historia.

As pesquisas foram em textos de Jânio Quadros e documentários do gênero e a metodologia foi embasada através de entrevistas e analises com depoimentos da época.

A maior dificuldade foi apresentada pela própria universiodade na questão dos materiais de gravação, como câmeras e ilhas de edição. Os depoentes também deram dor de cabeça, já que poucos gostam de falar sobre o assunto.

Eles procuraram abordar temas qantes nunca tocados, mas mesmo assim parecem colocar os exilados sempre como vitimas. O curioso destas historias são que exilados sempre voltam com uma posição social elevada. Diversos destes se mantém através de pensões para exilados. Na maioria destas historia, nunca são explicadas o real motivo do exílio.

Vamos ver se este explicará. Este documentário estréia no final de outubro e promete explicar mais um pouco da difícil época da ditadura.

Rafael Kenji

Um comentário:

Prof. Arquimedes disse...

O texto carece de revisão, principalmente na questão de acentuação. Quando usar o nome de um entrevistado, deve fazê-lo, na primeira vez, completo.