sábado, 18 de agosto de 2007

O exílio visto por outra ótica


Na última terça-feira dia 13 de agosto às 21h00 na Universidade Imes em São Caetano do Sul, o grupo composto pelos integrantes: Robson Conceição, Carolina Pontes, Iara Fontineli, Rafael Lopes, Karine Aleixo, Camila Coutinho e Daniele Busatto apresentaram um ensaio do projeto de conclusão de curso sobre alguns indivíduos que passaram pela experiência de terem sido exilados durante a ditadura militar brasileira.
O documentário em vídeo conta diferentes histórias sobre pessoas que tiraram pontos positivos ao meio de tanto sofrimento. Um exemplo foi Aparecido Faria que saiu operário do Brasil e voltou doutor em economia, outra história conta um trecho sobre a socióloga Ana Corbisier, que ficou seis anos em Cuba e quatro anos no Brasil usando uma identidade falsa e por fim, Samuel Iavelberg que saiu do Brasil um estudante colegial e voltou como correspondente internacional de uma agencia francesa.
O objetivo do trabalho foi resgatar parte da história do Brasil não contada e focar nos exilados. O material foi obtido dos arquivos públicos e dos próprios depoentes. O outro lado da historia será defendido com documentos oficiais.
Para quem acha que conhece a história de algumas personalidades que tiveram sucesso como Caetano Veloso, Gilberto Gil ou Fernando Henrique Cardoso, o vídeo é uma boa oportunidade para mostra a trajetória de gente anônima que também obteve êxito.

Um comentário:

Prof. Arquimedes disse...

Bom texto, mas carece de rever pontuação.