sexta-feira, 31 de agosto de 2007

Nove meses de gestação?


No último dia 28 de agosto, o grupo composto por Felipe Mesquita, Marcos Felix, Priscila Aguiar, Ana Carla Molina, Carolina Duarte e Fernanda Pinto, apresentaram parte do trabalho em vídeo sobre Anencefalia fetal.
A idéia do trabalho surgiu pelo conhecimento de uma tese de doutorado de psicologia. O tema interessou os integrantes desde o primeiro ano de faculdade.
“No inicio do processo, tivemos medo e dificuldade para encontrar mães que quisessem falar sobre o assunto”. Conta Felipe.
A intensão do grupo é expor o direito de escolha, porque é a mãe que vai decidir se vai interromper ou levar a gravidez até o fim.
O vídeo documentário é composto por cinco depoentes principais e oito especialistas nas áreas jurídicas, médica, religiosa e principalmente como se prevenir desse problema de defeito na formação ou ausência do cérebro fetal.
A palavra anencefalia quer dizer sem cérebro e esse problema torna-se letal para o bebê. É possível detectar este problema na 12ª semana de gestação. E a prevenção para isso é simples, a mulher em idade fértil, precisará ingerir acido fólico (vitamina B) três meses antes de engravidar.
Segundo o grupo de estudantes não existe dados ou números de casos sobre anencefalia e uma outra parte abordada no trabalho é a dura questão que trata da parte psicológica da mãe, que sabe que seu filho vai nascer e que morrerá logo após o parto.O tema é bastante polêmico, pois o aborto não é autorizado para esse caso, apenas quando existe risco de vida para mãe ou no caso de estupro. Portanto a decisão é tensa é requer equilíbrio psicológico.

Um comentário:

Prof. Arquimedes disse...

Texto muito bom, mas atenção às vírgulas. Vídeo-documentário pede hífen.

Parabéns, bela foto.