terça-feira, 21 de agosto de 2007

Outras histórias do exílio





Por Silvia Dalpicolo

O grupo de alunos de Jornalismo da Universidade Municipal de São Caetano do Sul (IMES) apresentou na última terça-feira, 14 de agosto no IMES, uma prévia do Trabalho de Conclusão de Curso, um documentário, que relata as histórias de vida de exilados políticos, desconhecidos do grande público, durante a Ditadura Militar.


Entre os depoimentos do vídeo, está o da socióloga Ana Corbisier que permaneceu durante 6 aos em Cuba e 4 no Brasil, com identidade falsa, abandonando os dois filhos, um de 4 e outro de 7 anos. Outra história marcante é a de Samuel Iavelberg, que saiu do Brasil ainda um estudante colegial e se tornou correspondente internacional da agência francesa Gamma.


O vídeo com os nomes provisórios de “Canções – Outras histórias do exílio” ou “Dos filhos deste solo – Outras histórias do Exílio” está sendo produzido por Robson Conceição, Carolina Pontes, Iara Fontinelli, Rafael Lopes, Karine Aleixo, Camila Coutinho e Daniele Busatto. Quando questionados sobre a maior dificuldade enfrentada durante a produção, Robson conta que encontrar pessoas que se dispunham a falar sobre o assunto e relembrar uma parte dolorosa de seu passado foi a tarefa mais árdua do projeto.


A Ditadura Militar no Brasil aconteceu logo após o Golpe Militar e durou de 1964 a 1985. Durante esta época houve exílios políticos, censuras, torturas, repressão e assassinatos de líderes opositores ao AI-5. Entre as personalidades da história que foram exiladas estão os músicos Chico Buarque, Caetano Veloso e Gilberto Gil e os políticos José Dirceu e Fernando Henrique Cardoso.

Um comentário: