terça-feira, 23 de outubro de 2007

Equoterapia agora em revista

A estréia de uma revista inovadora

Quem já ouviu falar em equoterapia? E da importância dela na vida de pessoas portadores de deficiência ou necessidades especiais? Pra começar, a equoterapia é um método terapêutico e educacional que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem interdisciplinar, nas áreas de saúde, educação e equitação, buscando o desenvolvimento físico e psicológico dessas pessoas. Até então no cenário atual de revistas mensais não existia nenhuma que abordasse esse tema, foi quando as estudantes do último ano de jornalismo, Luana Teodoro, Elaine Boaventura, Adriana Dias e Caroline Terzi resolveram ter como projeto de conclusão de curso uma revista que falasse apenas disso: “Não existe nenhuma revista que aborda este tratamento médico, queremos abordar este estudo de uma forma diferente, dando destaque para as técnicas usadas, os profissionais, os praticantes e os cavalos” afirma a estudante Elaine Boaventura.
A publicação com 48 páginas recebe 11 editorias sendo: Editorial, Artigo, Conheça, 4 Patas, Atualidade, Especial, Personagem Bate-Papo, Alternativa, Raio-X e Equo & Arte. A revista tem um forte apelo visual e com fotos tiradas nos próprios centros visitados, segundo uma das idealizadoras do projeto, Luana Teodoro a revista Equoterapia tem uma diagramação que dê interesse à leitura do público-alvo.
O grupo ainda explica que na equoterapia, o cavalo é utilizado como instrumento de trabalho para se alcançar os objetivos terapêuticos. Ela exige a participação do corpo inteiro, de todos os músculos e de todas as articulações da pessoa. Os movimentos rítmicos, precisos e tridimensionais do cavalo, que ao caminhar se desloca para frente e para trás, para os lados e para cima e para baixo, pode ser comparado com a ação da pelve humana no andar, permitindo a todo instante, entradas sensoriais, com estimulações olfativa, visual e auditiva.
A estréia da revista “Equoterapia” aconteceu nesta última quinta-feira, no auditório principal da Unviersidade IMES, impressionando a todos presentes com a qualidade das reportagens e a maneira como foi abordado o assunto.
Priscila Aguiar

2 comentários:

Prof. Arquimedes disse...

Texto abrangente...

Letícia disse...

olá!
Estou escrevendo um artigo sobre equoterapia e tenho interesse em publicá-lo. Gostaria de saber como e onde.
Abraços e muito obrigada!