terça-feira, 25 de setembro de 2007

Comércio e moradia

A Rua 25 de Março é muito mais que comércio, é também o endereço de algumas pessoas


Quem pensa que a Rua 25 de Março é só para comércio se engana! Ela é o endereço de moradia de muitas famílias que trabalham na própria rua. E os moradores não são somente chineses, existe muito brasileiro também...

Para mostrar como é a vida de pessoas que moram em edifícios na rua que é conhecida como o maior shopping de céu aberto da América Latina, o grupo de estudantes do curso de jornalismo da Universidade IMES criou um rádio-documentário.

O trabalho final será apresentado no mês de outubro, mas uma pré-estréia aconteceu dia 18 de setembro. E para começar essa pré-estréia, o grupo fez uma pequena brincadeira: dando um par de brincos e uma caneta, comprados na Rua 25 de Março, para quem acertasse duas questões sobre a famosa rua de comércio popular de São Paulo.

Esse projeto vai contar a história da Rua 25 de Março, os moradores famosos que já habitaram nesse endereço, relatar a arquitetura, e as facilidades e dificuldades de residir em uma rua famosa e movimentada.

O grupo formado pelos alunos Melina Cardoso, Kátia Lopes, Thaiz González, Priscila Marques, Fabrício Bomfim, Thiago Francisco e Thiago Magnani, mudou duas vezes o tema para o trabalho, por isso, eles já possuíam uma pesquisa que serviu como base de estudo.

O que levou o grupo a escolher esse tema foi a curiosidade: “Nós procuramos em trabalhos acadêmicos, livros, arquivos de jornais e outros veículos de comunicação e não encontramos nada que falasse do morador da 25 de Março e isso aguçou ainda mais o grupo”, disse uma das idealizadoras do rádio - documentário Melina Cardoso.

Os jovens não querem parar nesse trabalho, eles pretendem criar um site e fazer matérias que conte como é morar em um lugar diferente, assim como na 25 de março.

A Rádio ABC já fez uma proposta aos jovens, para veicular esse trabalho.
Cláudia Cristina