sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Vôo 3054 e a abordagem da mídia

A turma de 4º ano jornalismo da universidade USCS assiste nessa quinta feira 28 de agosto a apresentação do trabalho de monografia da aluna Alice Auer.
O trabalho de Alice aborda a análise comparativa das revistas Veja e Época a respeito da cobertura jornalística que foi realizada no acidente do vôo 3054 da TAM.

Segundo estudos de Auer somente em 2007 foram registrados 97 acidentes aéreos em todo o país, segundo informações da Cenipa (Centro de Investigações e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos). Em 2006 foram 64 acidentes e só esse ano já aconteceram 22. Alice explicou que o interesse das pessoas em ler a revista parte da capa, desse modo ela pode ser “sensacionalista”, ou segundo o comentário do professor Arquimedes “Sensacional”.

No caso especifico do acidente, as opiniões dos que estavam presentes sobre as capas analisadas, divergiam. Uns achavam que determinada capa era sensacionalista, outros colocavam que não eram. Até chegar a um único questionamento, afinal o que faz de uma publicação ser sensacionalista?

O professor coloca que sensacionalista é tudo aquilo que agride ao leitor, e dá o exemplo: “ Se nessa capa, onde mostra os rostos das vítimas do vôo, estivesse escrito, poderia ser seu filho, então nesse caso, há o sensacionalismo pois acomete o leitor diretamente.


Janaina Moro

Um comentário:

Prof. Arquimedes disse...

precisa decidir se é release ou matéria e unificar tempo verbal.