sábado, 30 de agosto de 2008

O descaso com os moradores de Aimorés




Com o propósito de retratar o preconceito que ocorre com os pacientes de Hanseníase, a equipe do Suburbano’s Produções, apresentará em Outubro o documentário “A Última Morada”.No dia 28 de agosto, seus produtores apresentaram para os alunos do 4º ano de Jornalismo da USCS, o projeto que se encontra em etapa de finalização.


Neste trabalho o grupo mostrará a história de quatro ex-internos do asilo Aimorés que fica localizado no interior de São Paulo.O local possuía o papel de receber portadores da doença que eram abandonados por seus familiares.Doença esta, que só perde seu número de vitimas para a Índia.


A idéia original dos produtores é divulgar a historia do local, e não fazer um documentário sobre os portadores da doença.”A Hanseníase não é o foco principal do documentário” enfatiza Caio Xavier, produtor do projeto.


“O principal deste projeto é retratar o asilo. Em Aimorés seus moradores tinham tudo que precisavam para a sobrevivência sem necessitar sair do ambiente, era um local sustentável”, destaca Eduardo Galvão, outro integrante do projeto. A respeito desta atitude, serão desmistificados por especialistas os preconceitos e ações que até hoje são causadas para os pacientes da doença.Atitudes que pelos produtores são de extremo mau gosto “Eram queimadas as casas dos moradores para que assim não houvesse o contágio” declara Caio sobre as atitudes contra os doentes que chegavam na época do auge de Aimorés.

(Ricardo Ribeiro)

Um comentário:

Prof. Arquimedes disse...

Nome de mês em minúsculas.
USCS (?)
A respeito desta atitude, serão desmistificados por especialistas os preconceitos e ações que até hoje são causadas para os pacientes da doença. (causadas???)
...declara Caio (de quê?)