sábado, 20 de setembro de 2008

Varal, papel, cordel



Por Tales Jaloretto


Qual o fato?
Não com prosa
Vou no verso
Não seria outro tema,
E pra quem já os conhece
Os integrantes deste grupo,
Na cultura eles são ratos
E a mim me interessa,
A cultura e o cordel
Nem sabia, mas o tema
É mais forte que cartel
Tem até academia,
Ao contrário que se pensa
Conhecem muito o alfabeto
Lutam contra a pobreza
E não querem ser secreto
Querem mais é transcender
Pelo tempo e espaço
Ensinar a sua história
Encantar todas pessoas
Até causam embaraço
Neste livro-reportagem
Retratando o cordel
Que viaja pelo Brasil
E está entre os seus braços


Foi Ricardo e Juliana
Mais a Sarah e Adriana
Integrantes deste grupo
Mostraram tanto conteúdo
E no trabalho quem depõe
Tem poeta e pesquisador
Jornalista e professor
Mas não só com a palavra
No cordel também tem som
Já fizeram até filme
Que por sinal é muito bom
Poesia de cordel
Tem verso e muita rima
Se leva muito a sério
E na métrica eu me perco
Que pra mim é um mistério
Mas que abuso recitar
O trabalho de vocês
Além de toda pesquisa
Fizeram curso que durou
Um pouco mais de um mês
Mas brincar com as palavras
É que me deixa encantado
Se perguntar quem vos fala
Eu respondo: um abusado