terça-feira, 30 de setembro de 2008

Alunos com tato para empreender se diferenciam em coletiva


Além da produção de uma revista empresarial, o grupo abriu firma com auxílio do SEBRAE


Entre serem subordinados e chefes, os formandos escolheram a segunda. Com o objetivo principal de produzirem uma revista corporativa como TCC, optaram em assessorar empresas. Mas para essa meta ser aceita pelas normas da Universidade, foram obrigados a criar uma empresa. Por meio do SEBRAE alcançaram-na. “A professora nos disse que para viabilizar o projeto teríamos que abrir firma. Fiz o curso do SEBRAE para depois obter assessoria deles. Depois disso criamos a Contatto Comunicação Integrada.”, explica Felipe Garrucho, um dos integrantes.


Na ambição de terminarem o curso de jornalismo já empregados, ou melhor, empregando, os integrantes avançam na proposta e buscam novos clientes. Porém, a história da empresa para a banca é assunto secundário.


A revista Espaço Aberto, da empresa de cabos elétricos Poliron (situada em Campinas), mudam a abordagem praticada pela maioria das revistas empresariais. Tratam não só de assuntos particulares da firma, mas também de saúde e bem-estar, meio ambiente e responsabilidade social. A estudante Talita Scotto completa, “optamos pela criação de uma revista que foge do padrão hoje existente no mercado”.


Nesta primeira edição, todas as 200 publicações serão bancadas pela Contatto, mas a partir das próximas pretendem firmar contrato e expandir mercado. “Queremos ganhar dinheiro”, ironiza Roberto Sunga, outro integrante. O provável periódico consta com 11 editorias, as novidades vão para “Bem-estar”, “Agenda Cultural” e “Passeio”, intercalando entre as outras seções nas 32 páginas da revista mensal.


A classe demonstrou interesse pelo projeto, pois diante de tantas possibilidades dos trabalhos produzidos este é o mais próximo de tornar viável sua comercialização, já que se adiantaram no processo. Os jornalistas que cobriam a coletiva lotaram de perguntas o grupo, que de maneira interessante abrangeu todos os pontos e todo o trajeto da criação da empresa e da produção da revista.


Organizados estruturalmente como uma empresa, já que, por exemplo, possuem um departamento de vendas, constam ainda no “contrato social” os empreendedores e jornalistas: Regiane Meloni, Gustavo Ellero e Ana Carolina.


Na tentativa de conhecer o reflexo da revista e a opinião dos diretores da Poliron sobre o excelente trabalho, a Conttato Comunicação Integrada optou em não fornecer o contato, fechando o leque da comunicação integrada, pois tem o objetivo de preservar a identidade de seus donos, que são “conservadores”, segundo Talita Scotto.

Tales Jaloretto

2 comentários:

Prof. Arquimedes disse...

Bom texto, mas o grupo vai gostar mesmo do novo integrante: Roberto Sunga...

Talita disse...
Este comentário foi removido pelo autor.