segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Caminhoneiros e Literatura de Cordel são temas de TCCs



Os assuntos foram abordados pelos integrantes dos dois grupos durante a aula de Assessoria de Imprensa do professor Arquimedes Pessoni, no dia 11 de setembro


Por Elieuda de Queiroz


Na última quinta-feira (11), dois grupos de estudantes do 4° ano de Jornalismo da USCS – Universidade Municipal de São Caetano do Sul apresentaram prévias de seus respectivos TCCs – Trabalhos de Conclusão de Curso para os colegas de sala. Desta vez os temas discutidos foram “Vida dos caminhoneiros autônomos brasileiros”, em formato de radiodocumentário, e “Viagem pelo cordel nos braços do Brasil”, em forma de livro-reportagem.


O primeiro grupo a demonstrar o trabalho foi sobre os caminhoneiros, onde o foco do radiodocumentário é abordar, de uma maneira emotiva, a rotina solitária que esses motoristas têm de enfrentar todos os dias.
A saudade da mulher e dos filhos, as péssimas condições da rotina, a alta jornada de trabalho e os baixos fretes são alguns dos enfoques do TCC. “O objetivo do nosso trabalho é mostrar o perfil do caminhoneiro e a importância dele para a sociedade”, destaca Marcela Baptista, uma das integrantes do grupo.


O tema foi escolhido pela equipe devido à importância desse profissional na economia brasileira. Hoje, eles são responsáveis pelo transporte de aproximadamente 65% de toda a carga do país. Durante a o desenvolvimento do radiodocumentário foram entrevistados mais de 30 caminhoneiros no Estado de São Paulo.


Já a segunda apresentação, do livro-reportagem, os integrantes fazem uma análise das manifestações da Literatura de Cordel no país. O material conta com depoimentos de grandes pesquisadores, professores, poetas e jornalistas envolvidos com a cultura popular e com a Literatura de Folhetos Nordestinos.


Segundo Adriana Cattelani, que faz parte da equipe, o cordel funciona como um jornal do povo. “A literatura de cordel foi feita para quem não sabe ler”, avalia.


Com versos ritmados, métrica indiscutível e rimas perfeitas, a Literatura de Cordel veio da Europa há mais de cem anos e conquistou o Nordeste. De acordo com o grupo esta vertente da cultura popular cantava e encantava comunidades que não sabiam ler, mas já sabiam apreciar uma boa poesia. Durante a pesquisa do trabalho, a equipe entrevistou aproximadamente 60 pessoas da área literária.


Esses e outros TCCs poderão ser conferidos no próximo mês, com data ainda a ser confirmada, na USCS.