quinta-feira, 20 de maio de 2010

Crise, imagem e reputação

Gabriela Sinelli Martins

Na ultima quinta – feira, o assessor de imprensa Eduardo Nascimento, que trabalha desde o começo da carreira na área da saúde, mostrou para os alunos de jornalismo da USCS (Universidade São Caetano do Sul) como encarar uma crise empresarial.

O assessor iniciou a palestra enfatizando que toda empresa deve ter um plano de administração, pois só assim ela poderá estar mais preparada para uma possível crise.


A imagem e a reputação andam juntas, em um escândalo empresarial, muitas vezes tudo pode acabar mal,assim fazendo com que os assessores tentem amenizar a situação, com notas dirigidas a imprensa ou optando pelo silêncio, que em alguns casos pode ser a melhor escolha.

Nascimento lembrou que toda crise é uma noticia e que o gerenciamento da mesma só pode ser feito através do plano de comunicação e que a mídia deve ser vista como parceira estratégica. Muitas vezes a crise pode ou não ser prevista. Na maioria das vezes o imprevisto é mais difícil de ser contornado.

A imagem é um dos intangíveis de uma organização. A empresa costuma ter várias imagens, que são dividas em três partes. A pretendida, a que a companhia gostaria de ter junto ao seu público, imagem real, o que ela verdadeiramente é e por último a auto-imagem, como a própria empresa se vê.

Nascimento passou algumas dicas que os futuros assessores deveriam ter sempre anotado, mostrando que para trabalhar em uma assessoria de imprensa é necessário estar preparado para tudo, porque nunca se sabe quando uma pode acontecer uma crise.

Um comentário:

Arquimedes Pessoni disse...

Boa matéria. Poderia colocar aspas do candidato para variar um pouco o formato do texto.