quinta-feira, 11 de março de 2010

A educação descendo pela rede

Laboratório de informática vira Lan House, sala de aula vira local de “zum, zum, zum”, alunos estudam para a prova e esquecem no dia seguinte, assim caminha a educação dos brasileiros.

Os livros e bibliotecas estão ficando extintos na vida dos intitulados “o futuro do Brasil”, se for um livro sem figuras então, até o título é ignorado.

Estamos na era do ctrl+c, ctrl+v, os alunos mal sabem o assunto pesquisado e estão se acomodando com a era da internet onde tudo é muito mais prático.

“Cérebro, o maior computador do mundo, mas veio sem manual de instruções e, por isso, as pessoas não sabem utilizá-lo.” afirma o professor Pierluigi Piazzi. Italiano, formado em física pela USP, também estudou química industrial e computação e é professor de cursinho há mais de 40 anos que, segundo ele, é a maior prova de que a educação no Brasil não funciona.

Pierluigi dá palestras em todo o Brasil alertando sobre o andamento da educação no país. Os alunos são ensinados pelos pais a estudar para as provas, mas isso está errado, o aluno deve aprender a matéria e não decorá-la para esquecer no dia seguinte. Píer diz que: “Aprender é escrever no cérebro”.


Portanto, a inclusão digital, tanto pregada, deve ser substituída pela inclusão cultural, onde os alunos devem aprender a aprender, deixar de lado os “nauns” e “akis” do Orkut e se preocupar em “gravar no cérebro” as informações necessárias para uma formação decente.


Em 2009, Pierluigi lançou o livro “Estimulando Inteligência” onde explica como melhorar a situação da educação no Brasil, como as escolas deveriam ensinar inteligência aos alunos e o papel fundamental da família na educação de seus filhos.

O futuro está chegando, a era digital batendo às portas, mas o alerta de Pierluigi vai também aos professores: “Quando um professor pode ser substituído pelo computador, ele deve ser substituído”.

Você substitui ou é substituído?


Thamiris Salim

Sugestões de mídias:


Revista ESPM
Portais de Universidades
Revista Guia do Estudante
Ministério da educação (MEC) - www.educacao.gov.br/

Um comentário:

Arquimedes Pessoni disse...

Título inteligente e material bem escrito, falta "oferecer" um pouco mais o assessorado. Seu texto é típico de rádio/mídia digital.