quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Mania doentia


FELIPE ALVES DE PAULA

Na noite da última quinta-feira (25/09), o grupo de jornalistas integrantes da produtora “In Extenso” esteve no campus I da USCS, em São Caetano do Sul, para apresentar e divulgar a série de reportagens para rádio “Repetição doentia”. Os programas entram no universo da compulsividade, tratando e explicando sobre esse comportamento que afeta quase 20 milhões de brasileiros.

“Aquilo que as pessoas acham que é mania boba traz grande sofrimento ao compulsivo”, explica a jornalista/produtora Aline de Souza. A compulsão é uma doença psicossomática, que leva o compulsivo à realização de atos por longos períodos ou em extremo excesso e, em as alguns casos, deixa no histórico de vida até tentativas de suicídio.

A série de reportagens é dividida em cinco capítulos: toque (lavar as mãos repetidas vezes), comida, compras, jogos e sexo. Na produção, entrevistas com especialistas e muita vivência na rotina de grupos anônimos.

Além de explicar sobre esse comportamento para os ouvintes, os programas também buscam transmitir os pontos de vista do compulsivo. “Procuramos diferenciar mania de compulsão. Esse último é uma doença que pode trazer vários danos”, comentou o também produtor Daniel Ghigiarelli.

Um comentário: