terça-feira, 13 de outubro de 2009

Jornalismo Cívico nos telejornais é tema de Monografia


Um jornalismo que fala direto ao cidadão. Essa é a definição básica para o termo Jornalismo Cívico, também conhecido como Jornalismo Público, movimento que teve início na década de 90 e fez com que os jornais passassem a divulgar notícias e a trazer matérias de maior interesse aos leitores. A partir daí, os jornais abrem seu espaço para a discussão de temas relevantes à comunidade.

Esse segmento jornalístico é o objeto de análise da estudante do quarto ano de Jornalismo da USCS (Universidade de São Caetano do Sul) Flavia Stucchi em sua monografia "O Jornalismo Cívico nos Telejornais Regionais SPTV 1ª Edição, da Rede Globo e SP Acontece da Rede Bandeirantes".

O trabalho de Conclusão de Cu rso desenvolvido pela estudante tem como objetivo identificar e examinar as situações envolvendo o jornalismo cívico nos telejornais SPTV 1ª edição, produzido pela Rede Globo e o SP Acontece, exibido na Rede Bandeirantes.

Observar as matérias do SPTV 1ª edição, principalmente aquelas realizadas pelo repórter Márcio Canuto, o "fiscal do povo", foi a primeira escolha feita por Flávia, que antes tinha como enfoque do trabalho o programa da TV Globo : "Eu sou louca pelo SP TV. O tema anterior era SPTV Comunidade - exercício de jornalismo cidadão, que acabou sendo alterado pelo orientador", diz.

Além de assistir ao telejornal, a futura jornalista também entrou em contato com o redator do SPTV e descobriu como o quadro no qual ela analisa o exercício do jornalismo cívico é elaborado: "o cidadão faz a re clamação na redação e eles enviam o Márcio Canuto pra lá", explica Flávia. A monografia sobre Jornalismo Cívico tem previsão de estréia para 10 de novembro a partir das 19h20 na USCS.


Samira dos Santos Duarte

Um comentário:

Arquimedes Pessoni disse...

Muito bom, fez o trabalho parecer melhor do que parece ser.