quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Documetário Além da Loucura estreia em novembro

Os doentes mentais são muitas vezes considerados pela sociedade, pessoas que não podem fazer parte do convívio social. O que não é verdade. Muitos casos de transtorno mental partem de problemas com drogas ou algum sofrimento impactante que o paciente sofreu, como por exemplo, morte de um ente querido.

Mostrar à sociedade que estas pessoas podem sim ser inclusas na sociedade, podendo inclusive trabalhar, é a proposta do Focas Comunicação que há dois anos trabalha na pesquisa do tema, para, em novembro, estrear o documentário Além da Loucura.

Nos seus 25 minutos duração, o filme tem por objetivo levar ao espectador histórias de vida contadas pelos pacientes e também abordar sobre a visão que a sociedade tem em relação a essas pessoas que são ditas como “perigosas”, sem pensar que por trás do transtorno mental há sofrimento e carência.


Maria Beatriz Pegoraro,

Um comentário:

Arquimedes Pessoni disse...

texto enxuto, poderia colocar aspas das apresentadoras, nomes das alunas, enfim, rechear mais o texto.